Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK
ambasciata_brasilia

UnB e Embaixada da Itália assinam “Acordo Acadêmico Científico e Cultural” para estreitar e intensificar parceria histórica e cooperação acadêmica - Brasilia (DF), 22-09-2017

Data:

22/09/2017


UnB e Embaixada da Itália assinam “Acordo Acadêmico Científico e Cultural” para estreitar e intensificar parceria histórica e cooperação acadêmica - Brasilia (DF), 22-09-2017

A Magnífica Reitora da Universidade de Brasília (UnB), Márcia Abrahão, e o Embaixador da Itália, Antonio Bernardini, assinaram na tarde do dia 21 de setembro de 2017 o “Acordo Acadêmico, Cientifico e Cultural” entre a Fundação Universidade de Brasília e a Embaixada da Itália no Brasil. O Acordo foi promovido pelo Prof. Dr. Roberto Bruno, Conselheiro Científico da Embaixada da Itália, e pela Profa. Sabine Gorovitz, Diretora da Assessoria das Relações Internacionais da UnB.

A cerimônia aconteceu na Embaixada da Itália e contou com a presença da cúpula acadêmica da UnB (Reitor, Vice-Reitor e Decanos, além da Assessoria de Relações Internacionais). Participaram também representantes do corpo diplomático italiano, da Delegação e dos conselheiros científicos da UE, representantes da Associação de Pesquisadores Italianos no Brasil (instituída em 2016) e docentes, italianos e brasileiros, de diferentes faculdades e cursos da UnB (Engenheira Elétrica, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Mecânica, Engenharia Ambiental, Farmácia, Instituto de Letras, Filosofia).

Ao longo da cerimônia foi relembrado o importante histórico das relações de colaboração entre a UnB, a Embaixada da Itália e o mundo acadêmico italiano, em especial, no tocante ao setor aeroespacial e à realização dos sistemas de aproveitamento energético-sustentável instalados na sede da Embaixada a partir de 2011, que tornaram o edifício projetado por Píer Luigi Nervi a primeira Embaixada verde italiana no exterior.

A Reitora Márcia Abrahão ressaltou a importância do acolhimento de docentes e pesquisadores italianos de alto nível para a internacionalização a cada vez mais consistente da UnB, bem como o forte intercâmbio de estudantes e professores em ato entre os dois Países. O Acordo, pensado como “guarda-chuva” para a implementação de ulteriores e específicos convênios em diferentes disciplinas, contempla também a intensificação da mobilidade de alunos e docentes e o fortalecimento do ensino da língua italiana na grade curricular e na oferta didática da UnB.

Houve depoimentos de docentes brasileiros das principais áreas acadêmicas de cooperação (área tecnológica, das Ciências Humanas e das Ciências da Vida) - áreas que, apesar das trocas existentes, hoje não recebem o amparo oficial dos 15 acordos bilaterais ativos entre UnB e universidades italianas.

O Acordo, nas palavras do Embaixador Bernardini, constitui o reconhecimento recíproco de uma parceria já consolidada, que em virtude de suas sólidas raízes no passado olha ao conseguimento de novos objetivos de interesse mútuo, na perspectiva do alargamento das redes e das aéreas científicas de cooperação.


767